Escolas Superiores Portais
ESEESAESTGESSESCEESDL MULTIMÉDIAINTERNACIONAL
Escola Superior de Educação
Escola Superior Agrária
Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Escola Superior de Saúde
Escola Superior de Ciências Empresariais
Escola Superior de Desporto e Lazer
SASOTICEMPREGO
 
   
 

Programa Unidade Curricular

Curso
Unidade Curricular
Ano
Periodo
ECTS
Ano Letivo
Engenharia Civil e do Ambiente
Fundações
3
S1
5
201920

 
T
TP
TC
P
PL
L
S
E
EC
O
OT
Horas de Contacto
0
21
0
0
27
0
0
0
0
0
0

Equipa Docente
Nome
Carga Letiva na UC
Responsável
Mafalda Reis Lima Lopes Laranjo
48

Resumo
Na disciplina de Fundações abordam-se os temas da mecânica dos solos diretamente relacionados com a estabilidade externa de maciços e de estruturas de suporte de terras.
Inicialmente referem-se as metodologias de verificação de segurança de acordo com as normas europeias. No segundo capítulo estudam-se os impulsos de terras e as formulações de
Rankine e de Mohr Coulomb para o dimensionamento de muros de suporte do tipo gravidade. No terceiro capítulo estuda-se a estabilidade e estabilização de taludes e aterros. No
capítulo 4 apresentam-se as bases do cálculo da capacidade de carga de fundações superficiais e a estimativa de assentamentos imediatos em fundações. No último capítulo dão-se a
conhecer as fundações profundas e faz-se uma breve referência a outros tipos de estruturas de suporte de terras

Objetivos da Aprendizagem
1- 1. Conhecer a diversas soluções de fundações, fornecendo elementos que permitem estimar as características de
resistência e de deformabilidade dos maciços de fundação.
2- 2- Conhecer a regulamentação existente aplicável ao projeto de fundações.
3- 3- Conhecer os impulsos de terras sobre estruturas de suporte em condições estáticas e sísmicas.
4- 4- Analisar a estabilidade de taludes naturais, de aterro ou de escavação e implementar soluções de estabilização
5- 5- Avaliar a capacidade de carga do solo de fundação em fundações superficiais e quantificar assentamentos.
6- 6- Conhecer outros tipos de fundações e/ou elementos de reforço de solos, identificar a sua aplicabilidade e compreender o seu efeito nos maciços terrosos

Conteudos Programáticos
Horas
1- I. Estabilidade de taludes e aterros
Taludes infinitos
Métodos dos blocos ou cunhas deslizantes
Superfícies de deslizamento circulares. Métodos das fatias
Estabilidade de aterros e escavações em maciços de argila
Estabilização de taludes
12
2- II. Impulsos de terras: Dimensionamento externo de Muros de Suporte
Coeficiente de impulso
Método de Rankine
Teoria de Boussinesq, Rèsal e Caquot Kerisel para consideração do atrito solo-paramento
Método de Coulomb
Dimensionamento de muros de suporte
Impulsos devidos à acção sísmica - Teoria de Mononobe Okabe - Princípio dAlembert; Aceleração horizontal crítica
Reforço de muros de suporte
16
3- III. - Regulamentação - Eurocódigo 7
Introdução
Bases do projecto geotécnico: categorias geotécnicas
Verificação da segurança aos Estados Limites (Últimos e Utilização)
Relatório do projecto
2
4- IV- 4. Fundações Superficiais
Capacidade de carga
Verificação da segurança em relação ao estado limite último de resistência do maciço de fundação
Cálculo da capacidade de carga com base em ensaios de campo
Estimativa de assentamentos de fundações superficiais
Estimativa dos parametros de deformabilidade com base em ensaios de campo
Tensões resistentes presumíveis
Capacidade de carga das rochas
16
5- V- 5 Outros tipos de Fundações
Fundações Profundas: Aplicabilidade e Métodos construtivos. Alterações no estado de tensão provocadas pela sua instalação
Microestacas - métodos de dimensionamento
Notas sobre o projecto de estruturas flexíveis: Tipos de estruturas e processos construtivos
2

Metodologias de Ensino
Exposição dos conteúdos programáticos com apresentação de alguns exemplos práticos.
Desenvolvimento de um projeto de avaliação contínua onde se pretende aplicar os conhecimentos adquiridos

Avaliação
Tipologia de avaliação: Avaliação contínua
Assiduidade: Obrigatória em mais de 80% das aulas PL

A Avaliação será obtida a partir da média das avaliações das componentes TP e PL da unidade curricular
CF: classificação final
CF=0,5x(TP)+0,5x(PL)

Nota mínima obrigatória em cada uma das componentes: 8 valores

Durante o Período Letivo

Avaliação da componente TP:
Prova(s) escrita(s) de carácter teórico-prático com duração máxima total de 2h (com consulta controlada) onde tendencialmente será avaliada a aquisição dos conceitos e não a resolução de exercícios ou equivalente.

Avaliação da componente PL:
Avaliação continuada da prestação individual dos alunos
Componentes da avaliação: Desenvolvimento de um projeto de aplicação dos temas abordados, considerando:
70% ? todo o trabalho realizado ? apresentações e/ou entregas parcelares dos trabalhos propostos onde serão quantificados os seguintes aspetos ? domínio da matéria; organização da apresentação; capacidade de comunicação;
30% ? trabalho durante as horas de contacto ? observação qualitativa dos aspetos ? domínio da matéria; interesse/participação; dossier individual; assiduidade.


Bibliografia Principal
Mecânica dos Solos. Introdução à Engenharia Geotécnica. ? Manuel Matos Fernandes ? F.E.U.P.edições, 2011 vol. 2

Bibliografia Complementar
LAMBE, T. William ; WHITMAN, Robert V. - Soil mechanics. New York : John Wiley & Sons, cop.1979. XVII, 553 p.. ISBN 0-471-02261-6
BOWLES, Joseph E. - Foundation analysis and design. New york : McGraw-Hill, 1988. XIX, 1004 p.. ISBN 0-07-100129-8
FOR-
 
 
 

Em destaque

EM AGENDA

D S T Q Q S S
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30
 
31
 
Format: 2020-10-20
Format: 2020-10-20

Sem agenda para este dia.