Escolas Superiores Portais
ESEESAESTGESSESCEESDL MULTIMÉDIAINTERNACIONAL
Escola Superior de Educação
Escola Superior Agrária
Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Escola Superior de Saúde
Escola Superior de Ciências Empresariais
Escola Superior de Desporto e Lazer
SASOTICEMPREGO
 
   
 

Programa Unidade Curricular

Curso
Unidade Curricular
Ano
Periodo
ECTS
Ano Letivo
Engenharia Civil e do Ambiente
Processos de Construção II
2
S1
5
201920

 
T
TP
TC
P
PL
L
S
E
EC
O
OT
Horas de Contacto
0
21
0
0
32
0
0
0
0
0
0

Equipa Docente
Nome
Carga Letiva na UC
Docente
José Manuel Ferreira da Silva
32
Responsável
Domingos António Garcia Ribas
21

Resumo
Tecnologia da construção de edifícios em fase pós-tosco.

Objetivos da Aprendizagem
1- Dotar os alunos de ferramentas de pesquisa na área de processos de construção de forma a poderem aplicar esses conhecimentos na fase de acabamentos da construção de Edifícios.

Conteudos Programáticos
Horas
1- Exigências funcionais de revestimentos em paredes interiores e exteriores, pavimentos e coberturas em edifícios.
3
2- Paredes exteriores em edifícios, suporte e revestimento; constituição, materiais e descrição dos processos construtivos.
6
3- Paredes e tectos interiores em edifícios, suporte e revestimento; constituição, materiais e descrição dos processos construtivos.
3
4- Revestimentos em pavimentos de edifícios; constituição, materiais e descrição dos processos construtivos.
3
5- Revestimentos de coberturas planas e inclinadas em edifícios; constituição, materiais e descrição dos processos construtivos.
4
6- Zonas envidraçadas em edifícios; constituição, materiais e descrição dos processos construtivos.
2
7- Execução de um conjunto de pormenores relativos a um edifício e prescrição dos correspondentes processos e tecnologias construtivos.
32

Metodologias de Ensino
Apresentação e descrição de soluções construtivas para edifícios em fase de acabamentos. No decorrer das aulas práticas será feito o acompanhamento da execução de um conjunto de pormenores relativos a um edifício e prescrição dos correspondentes processos e tecnologias construtivos.

Avaliação
Tipologia de avaliação: avaliação contínua
Assiduidade: Obrigatória no mínimo a 80% das aulas PL

Avaliação por frequência durante o período lectivo:
Componente TP: Uma prova de frequência teórico-prática sem consulta (50%).
Nota mínima obrigatória na frequência: 8 valores
Componente PL: Um trabalho prático (50%).
Nota mínima obrigatória no trabalho: 8 valores

Avaliação exame época normal:
Similar ao previsto na avaliação por frequência no período lectivo:
Componente TP: Uma prova teórico-prática sem consulta, abrangendo a totalidade da matéria - 50% da classificação final (acesso unicamente permitido a quem não realizou provas de frequência teórico-práticas);
Componente PL: Trabalho práticos(realizado obrigatoriamente durante o período lectivo por frequência - 50% da classificação final.

Avaliação restantes épocas de exame previstas:
Prova teórico-prática sem consulta, abrangendo a totalidade da matéria.
Nota: Os alunos que, por qualquer motivo devidamente justificado, não puderem executar os trabalhos práticos presencialmente em sala de aula, deverão obrigatoriamente combinar com o docente no início do semestre um plano alternativo de execução e acompanhamento dos trabalhos (que deverão obrigatoriamente ser desenvolvidos ao longo do período lectivo).

Bibliografia Principal
Revestimentos e protecções horizontais e verticais em edifícios - J. P. Branco - EPGE, 1993
Revestimentos de impermeabilizações de coberturas em terraços - J. M. G. Lopes - LNEC, 1994
Classificação e descrição geral de revestimentos para paredes de alvenaria ou de betão José A. Carvalho Lucas LNEC, 1990
Exigências funcionais de revestimentos em paredes - José A. Carvalho Lucas - LNEC, 1990

Bibliografia Complementar
Manual de Alvenaria de Tijolo - Associação Portuguesa da Industria Cerâmica, Setembro 2000.
Classificação funcional dos revestimentos de piso e dos locais - J. M. do Nascimento - LNEC, 1996
Apontamentos fornecidos pelo professor
Manual de aplicação de telhas cerâmicas Centro T. da Cerâmica e do Vidro, Março de 1998.
Anomalias em impermeabilizações de coberturas em Terraços J. M. Grandão Lopes - LNEC, 1994
Exigências funcionais de revestimentos em paredes" - José A. Carvalho Lucas - LNEC, 1990;
Classificação e descrição geral de revestimentos para paredes de alvenaria ou de betão - José A. Carvalho Lucas - LNEC, 1990;
Classificação funcional dos revestimentos de piso e dos locais" - J. M. do Nascimento -LNEC, 1996;
Revestimentos e protecções horizontais e verticais em edifícios " - J. P. Branco - EPGE, 1993;
Revestimentos de impermeabilizações de coberturas em terraços" - J. M. G. Lopes -LNEC, 1994;
Anomalias em impermeabilizações de coberturas em Terraços" - J. M. Grandão Lopes - LNEC, 1994
Manual de aplicação de telhas cerâmicas" - Centro T. da Cerâmica e do Vidro, Março de 1998
 
 
 

Em destaque

EM AGENDA

D S T Q Q S S
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30
 
31
 
Format: 2020-10-20
Format: 2020-10-20

Sem agenda para este dia.