Escolas Superiores Portais
ESEESAESTGESSESCEESDL MULTIMÉDIAINTERNACIONAL
Escola Superior de Educação
Escola Superior Agrária
Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Escola Superior de Saúde
Escola Superior de Ciências Empresariais
Escola Superior de Desporto e Lazer
SASOTICEMPREGO
 
   
 

Construção Civil e Obras Públicas

Construção Civil e Obras Públicas

Apresentação

Grau: 
CET
Regime: 
Normal | Diurno
Escola: 
ESTG - Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Local: 
Viana do Castelo
Duração: 
1622 Horas
N.º de vagas do curso: 
Máximo de 40
Coordenador: 

O técnico de construção civil e obras públicas é o profissional que, de forma autónoma ou integrado numa equipa, deve assumir responsabilidades de planeamento e coordenação de trabalhos no setor da construção civil e obras públicas, assim como o controlo da qualidade dos materiais e dos processos produtivos.

A construção civil e as obras públicas, para além do seu contributo essencial para a infraestruturação do país e para o bem-estar das populações, constituem um setor chave da economia portuguesa, responsável, em 2004, por um VAB superior a 5 mil milhões de euros – cerca de 6% do VAB total das actividades económicas do país.

Em termos de criação de emprego, este setor tem-se posicionado ao longo dos últimos anos em 2º lugar a nível nacional, indicador que reforça também a sua importância no contexto global da economia portuguesa.

Algumas empresas deste setor têm sido também solicitadas para intervenções num quadro mais globalizante, de forma autónoma ou em associação com empresas estrangeiras, com intervenção em grandes empreendimentos na Europa Central, nos países árabes, nos PALOP, na América Central e na Ásia, beneficiando a internacionalização da nossa economia e prestigiando a nossa capacidade técnica.

Contudo, torna-se evidente, nos nossos dias, uma carência de técnicos qualificados nos níveis intermédios de operação, como a direção ou condução de obras, fundamentalmente devido ao desaparecimento dos cursos de formação para quadros a este nível. Esta ausência tem levado à subestimação e subvalorização do trabalho dos quadros superiores e à sobrevalorização de técnicos não especializados, com claro prejuízo para a adequada gestão das intervenções do setor.

Razão pela qual existe no mercado uma grande oferta de emprego para técnicos qualificados nos níveis intermédios, procurando as empresas, desta forma, uma melhoria da qualidade da construção, um melhor controlo e inerente redução de custos, uma melhoria significativa da competência técnica das empresas e uma redução de acidentes de trabalho, em resumo, empresas mais competitivas.

A existência de saídas profissionais não é questionável e a extinção do Curso de Construção Civil – Especialização, tem vindo a provocar um vazio no que respeita a quadros a este nível. Este facto, reforça a necessidade de formação de jovens com qualificação específica, com competências transversais que permitam colmatar as carências de quadros intermédios no setor da Construção Civil.

O CET focaliza-se num contexto de formação ao nível do setor da Construção Civil e Obras Públicas, procurando garantir a formação adequada e a necessária integração profissional destes nas empresas desse domínio.

Última atualização: 
20.11.2014
 

Hiperligações

Partilhar

 
 
 
 
 
 
 

Em destaque

EM AGENDA

D S T Q Q S S
 
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
29
 
30
 
Format: 2019-11-15
Format: 2019-11-15

Sem agenda para este dia.